Regina Madeira - Estrela Radiante

Brilho das Letras

Textos



MAR DE POESIA
 
Corre pelas veias salga a alma em palavras.
Verso por verso, rima por rima banha as fímbrias do coração.
Sagrado sal, sagrada palavra, mar de poesia.
Engolfadas ondas de inspiração riscam na areia da pele.
As penas correm como velas ao vento, celebrando as teclas
de um mudo piano.
As imagens vão passando correndo como longas pernas.
Nascer do sol, poente sol, enluarada noite.
As palmeiras dobram ao longe ao sabor do vento.
Doce canção confunde a dor, fechando a ferida.
Tal cicatriz, curada tênue, renovando a vida.
Tudo é importante no verso branco na mente do poeta.
Rolam as horas na fome louca de cozinhar palavras.
No fim do dia sobraram retalhos para uma nova colcha.
 
Regina Madeira
26/09/2017 – 16:48 h
"imagens do Google"




 



 
Regina Madeira
Enviado por Regina Madeira em 29/09/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras